Faz alguns anos que venho estudando o efeito de cada tratamento de Rejuvenescimento em Vetores realizado, como por exemplo: preenchimentos, toxina botulínica, radiofrequência e ultrassom microfocado, co2 e outros, para entender melhor porque a combinação de procedimentos é indicada e qual a melhor forma de fazê-la. Avaliando o antes e depois de alguns procedimentos, percebi que cada um tem um efeito e trata um vetor diferente.

Entre os procedimentos mais procurados, está o de Lifting. O procedimento é indicado para reverter sinais do envelhecimento, rejuvenescendo e tratando a pele de forma natural e minimamente invasiva.

Em quais regiões o Rejuvenescimento em Vetores pode ser aplicado?

Esses procedimentos podem ser utilizados para tratamento de imperfeições em áreas do rosto, no pescoço e decote, que muitas vezes se destacam revelando a idade da paciente, trazendo uma preocupação estética e significativa.

A região do pescoço e decote é frequentemente negligenciada em termos de cuidados com a pele. Por isso principalmente nessa área, o tratamento combinado é indicado.

Quais são os tipos de procedimento de Rejuvenescimento em Vetores?

Com base nos meus estudos e pesquisas, concluí que podemos dividir os procedimentos estéticos em 3 categorias:

  • Lifting – aqueles que alteram distâncias entre áreas
  • Contorno – aqueles que alteram as regiões sem mudar distâncias
  • Suavizadores – aqueles que tratam a superfície para que a transição entre as áreas anatômicas e aparência da pele seja mais suave e uniforme.

Por quê a combinação dos procedimentos de Rejuvenescimento em Vetores é indicada?

Vamos usar o Lifting como exemplo:

O tratamento de Lifting demanda, muitas das vezes, a combinação de tratamentos. A explicação é que um só tipo de procedimento não trata todos os vetores.

Ao tratar apenas o vetor de projeção com preenchedores para conseguir lifting do canto da boca, por exemplo, podemos ver um exagero na utilização. O uso de preenchedores deve ser combinado com uma tecnologia de ultrassom microfocado ou fio de sustentação, pois eles trazem uma força no vetor horizontal e também colaboram para correção da marionete.

Segundo as medidas, o ultrassom microfocado pode encurtar a distância do canto da boca e orelha em 1cm, mas não pode tratar distância entre zigomático e mandíbula, o que no caso é feito por preenchedores. Logo, o indicado é a combinação de procedimentos para resultar no efeito desejado, trazendo sua melhor versão da forma mais natural possível.

Pré e Pós Procedimento Rejuvenescimento em Vetores

Por ser um tratamento mais completo, demanda diversos exames pré-operatórios, sendo eles cardiológicos, vasculares e laboratoriais, além de uma avaliação física.

O pós-operatório exige um descanso de 20 dias, onde é necessário evitar exposição ao sol, atividades físicas e a prática de esportes. Além disso, pode ser que o especialista indique drenagem linfática, terapias com leds.

Rejuvenescimento em Vetores: uma inovação estética totalmente eficiente!

Além de devolver a juventude da forma mais natural e saudável possível, o tratamento possibilita cuidados extremamente detalhados, visando alcançar todas as expectativas da paciente. A técnica é inovadora, segura e traz com ela excelentes resultados comprovados. Tratar sinais do envelhecimento, se sentir mais bonita e ter a autoestima elevada ficou mais fácil.

Lembre-se de passar por uma avaliação com um médico registrado na Sociedade Brasileira de Dermatologia e de manter a comunicação honesta sobre seus objetivos e expectativas.

=)