Em julho tivemos o evento organizado pela minha equipe (Júlia Sant´Anna e Elaine Vasconcelos) em conjunto com a Nutricionista Rebecca Isaac, fiquei muito feliz com o Feedback sobre o evento e resolvi falar um pouco sobre essa combinação de Nutrição e Tratamentos Corporais.

Os famosos “furinhos” estão diretamente relacionados a uma alimentação com alto índice glicêmico, agravando ainda mais o caso quando somado ao sedentarismo.

Entendendo o alto Índice Glicêmico

Sabendo que o carboidrato é uma fonte de energia fundamental para nosso corpo, o segredo aqui é saber como o corpo absorve a substância, isso vai lhe dar um melhor entendimento de como fazer o controle do índice glicêmico na sua alimentação diária.

Alimentos de rápida ingestão (os que não possuem fibras) transformam-se rapidamente em açúcar, resumindo: quanto mais rápida a conversão do carboidrato em glicose, maior o índice glicêmico. Como consequência seu cérebro responde com a fome, o que leva você a comer mais. Além disso o alto índice glicêmico provoca uma elevação rápida da taxa de açúcar no sangue, causando assim um processo inflamatório e liberação de radicais livres, o que colabora para o processo de inflamação tecidual ligado à celulite.

A combinação e forma de preparo nos alimentos é fundamental para equilibrar o nível glicêmico, uma alimentação rica em fibras tende a resultar em um índice glicêmico menor do que quando há escassez de fibras.

O papel da Atividade Física

As células de gordura tem receptores para adrenalina liberada pelo exercício, o mecanismo aumenta a queima da gordura localizada e melhora da vascularização e drenagem do local com Celulite, desta forma o estímulo não precisa ser muito longo mas constante.

A recomendação na prática de exercícios é:
25-35 anos >> 3hrs por semana;
35-45 anos >> 4 hrs por semana;
Mais de 45 anos >> 5 hrs por semana

A indicação é para manter o metabolismo funcionando e melhorar a qualidade local.

É sempre bom lembrar também que “Se alimentar bem”, é diferente de “Comer muito”. Antes de se exercitar você deve se alimentar bem, existem muitas dicas de alimentação na web, porém o ideal é ter um nutricionista para montar o cardápio de acordo com sua rotina de exercícios.

Hábitos alimentares

A orientação de se fazer uma refeição a cada três horas não é novidade, o que precisamos entender é que nessas refeições deve-se considerar outros pontos importantes além do índice glicêmico. Sua alimentação vai depender muito de suas atividades diárias, saber equilibrar os nutrientes de acordo com o consumo energético do seu corpo em cada momento do seu dia é o que vai evitar o acúmulo de gordura, prevenindo assim o quadro de Celulite, por isso a importância de um profissional de nutrição.

Tratamentos para Celulite e Gordura Corporal

Antes de realizar tratamentos estéticos é sempre importante pensar na mudança de hábitos, os tratamentos devem servir como parte de uma combinação de hábitos saudáveis. Listei aqui algumas combinações de tratamentos que indico para Celulite e Gordura Corporal.

Gordura Localizada

Kybella – ATX 101
Meso Corporal
Reaction
Drenagem Modeladora

Celulite com gordura localizada

Reaction
Meso Corporal
Radiesse
Ulthera

Flacidez

Radiesse
Ulthera
Reaction
Microagulhamento

Se o IMC for menor de 26

Meso Corporal
Reaction
Kybella
Personal / atividade física
Dieta

E a novidade da clínica, Exilis facial, corporal e rejuvenescimento íntimo.
Em todos os protocolos podemos utilizar o Exilis, somente em 4 sessões temos resultados surpreendentes.

Estou deixando aqui uma tabela de alimentos com índice glicêmico, também o canal de contato com a Nutricionista Rebecca Isaac.

4 Dicas para Evitar Açúcar na Dieta
Fanpage da Nutricionista Rebecca Isaac

Tabela com Índice Glicêmico:

Os alimentos estão divididos em três categorias de índice glicêmico: baixo (IG menor ou igual a 55); médio (IG de 56 a 69) e alto (IG maior ou igual a 70). Confira na tabela:

BAIXO ÍNDICE (ATÉ 55)
  • Maçã (52)
  • Pêra (54)
  • Damasco seco (44)
  • Cenoura crua (16)
  • Nozes (47)
  • Soja (18)
  • Ameixa (55)
  • Cereja (32)
  • Abobrinha (20)
  • Couve-flor (20)
  • Tomate (20)
  • Leite integral (39)
  • Grão de cevada (36)
  • Espinafre (20)
  • Iogurte light (20)
  • Alface (20)
  • Repolho (20)
  • Brócolis (20)
  • Arroz integral (50)
MODERADO (56 A 69)
  • Pêssego fresco (60)
  • Suco de abacaxi (66)
  • Passas (64)
  • Arroz parabolizado (68)
  • Pão de centeio light (68)
  • Lactose (66)
  • Biscoito de água (69)
  • Ervilhas verdes (68)
  • Feijões cozidos (69)
  • Pêssego enlatado (67)
  • Abacaxi (66)
  • Suco de laranja (54)
  • Uvas (66)
  • Suco de maçã (58)
  • Laranja (63)
  • Bolo de banana (67)
  • Macarrão (64)
  • All Bran (60)
  • Ravioli de carne (56)
ALTO ÍNDICE (70 OU MAIS)
  • Bebidas isotônicas (78)
  • Gel de carboidratos (100)
  • Batata frita (107)
  • Mel (104)
  • Melancia (72)
  • Pão branco 1 fatia (73)
  • Mingau de aveia (87)
  • Suco de laranja (74)
  • Banana (83)
  • Kiwi (75)
  • Beterraba (88)
  • Manga (80)
  • Waffles (76)
  • Batata cozida (121)
  • Barra de cereais (94)
  • Abóbora (75)
  • Corn flakes (83)
  • Milho (98)
  • Farinha de trigo (99)